Kwan Kun- Um Grande Guerreiro


Kwan Kun (Guan Yu) O Grande Protetor
Kwan Kun (Guan Yu) foi um bravo general, filósofo e confucionista que, pelos seus atos e pelo reflexo deles sobre o imaginário popular, acabou se tornando uma divindade protetora das artes marciais. A ele, uma parte especial de toda academia de Kung Fu é reservada, com incensos, quadros e uma luz vermelha que está sempre acesa.

Seu nome verdadeiro era Wang Chen Kwan, sendo “Kun” um título equivalente a “venerável”, “muito respeitado”, e a luz vermelha sempre acesa em sua memória remete o se rosto avermelhado. O fato da luz sempre estar acesa é interpretado como a presença de Kwan Kun no recinto.

Mas quem foi Kwan Kun?
A lenda diz que Kwan Kun nasceu de um ovo vermelho. Quando o pai de Kawn Kun voltou da guerra e encontrou a mulher com um ovo de casca vermelha, ficou tão furioso e desconcertado que destruiu o mesmo. Porém, Kwan kun nasceu, com o rosto vermelho- da mesma cor do ovo que o protegia.

Os registros históricos que sobreviveram até hoje nos dizem que Kwan Kun nasceu no sudoeste da China, na província conhecida como Shen Si, Kwan Kun é um dos mais conhecidos heróis do período dos Reinos Combatentes (entre 453 a.C. e 221 d.C.) onde os reinos de Wei, Wu, Shu, Chi, Yueh e Chin disputavam entre a supremacia do velho império. Acredita-se que Kwan Kun teria vivido entre 160 e 219 a.C. e notabilizou-se pelo seu caráter, lealdade, justiça, coragem e uma habilidade fantástica em combate.

No período dos Reinos Combatentes, uma grande parte do território ainda não era habitada e três ministros dividiam a parte civilizada: Liu Bei, Cao Cao e Sun Jian.

A parte pequena era governada por Sun Jian, a maior parte era comandada por Cao Cao. Kwan Kun era “Irmão de Juramento” de Zhang Fei e de Liu Bei, que posteriormente seria um dos reis. Ser “irmão de juramento” tem a mesma importância que ser “irmão de sangue”, onde significa dar importância e valor, como se um amigo fosse irmão verdadeiro.

A história diz que Kwan Kun saiu de sua terra natal aos 23 anos de idade e cinco anos depois chegou a Zhuo, onde o imperador Liu Bei recrutava uma força militar para reprimir uma rebelião. Junto com Zhang Fei, Kwan Kun se juntou a Liu Bei e lutou contra os rebeldes ao norte da China.

Durante esse período Kwan Kun, Zhang Fei e Liu Bei travaram muitas batalhas, formando a mais famosa trinca chinesa. Em uma dessas batalhas entre os governantes, Liu Bei teve como adversário o exército de Cao Cao. Vendo o poderio militar do exército de seu oponente, Liu Bei foi obrigado a deixar seu território e refugiar-se nas montanhas, Kwan Kun ficou com a responsabilidade de proteger a família de seu irmão, assim como seu exército. Cao Cao queria de todas as maneiras que Kwan Kun fosse para seu exército, para isso mandou um de seus generais, que era amigo e respeitava muito o grande guerreiro, para tentar convencê-lo. Kwan Kun relutou muito, a fidelidade a seu irmão era indiscutível, porém a responsabilidade com a família de Liu Bei, a diferença do poderio militar e a falta de notícias, fizeram com que Kwan Kun decidisse ganhar tempo até descobrir onde seu irmão se refugiava e também para manter sua família em segurança.

Zhang Fei, Liu Bei e Kwan Kun
Mesmo assim, Cao Cao não conseguiu ganhar a confiança e nem o respeito de Kwan Kun, e desta forma tentou suborná-lo com inúmeros presentes e muito ouro, porém ele não traiu a confiança de seu irmão Liu Bei. Então Cao Cao deu um presente que realmente chamou a atenção de Kwan Kun, tratava-se de uma égua chamada Légua Vermelha que, de acordo com a lenda, poderia correr 1.000 léguas em um dia. A Légua Vermelha pertenceu ao General Lu Bu, que era conhecido como o maior guerreiro da Terra, pelo fato de ter uma monstruosa habilidade em combate. Na verdade, Kwan Kun aceitou o animal para poder procurar seu irmão, deixando Cao Cao completamente frustrado.

Depois de inúmeras batalhas e acontecimentos, Liu Bei chegou ao poder e neste período a China era dividida entre 3 reinos somente: Shu, Wei e Wu. Em uma batalha entre Cao Cao e Sun Quan, nas Montanhas Vermelhas, Liu Bei fez uma aliança com Sun Quan e assim derrotaram Cao Cao. Liu Bei casou-se com Sun Shang Xiang, irmã de Sun Quan, para que a aliança continuasse. Liu Bei conseguiu tomar um dos territórios de Wu, reino de Sun Quan, com o general Kwan Kun à frente do exército.

Kwan Kun tinha um filho adotivo chamado Kwan Ping (Guan Ping), que também era um grande guerreiro. Sun Quan, quando soube da traição de Liu Bei, enviou seu exército para realizar um ataque surpresa. Kwan Kun e Kwan Ping foram derrotados e assassinados por Lu Meng.

Para provocar a ira de Liu Bei, Sun Quan entregou a cabeça de Kwan Kun a Cao Cao. Quando Cao Cao recebeu a caixa que continha a cabeça de Kwan Kun, ele a abriu e disse: “general, eu confiei em você desde que nós nos separamos”. Imediatamente os olhos de Kwan Kun se abriram e o seu cabelo e barba atiraram espinhos. Cao Cao desmaiou e depois de ficar em estado de choque por um longo período, esculpiu um corpo de sândalo e deu para kwan Kun um enterro honrado no Templo de Guanlin, perto de Luoyang e do Templo de Shaolin. Ao saber da morte de Kwan Kun, Liu Bei enfurecido resolveu vingar a morte de seu irmão declarando guerra ao exército de Wu, porém o exército de Sun Quan revidou e Liu Bei foi morto em combate.

Observação

No filme “A Batalha dos Três Reinos” (Red Cliff), a história de Kwan Kun, Zhang Fei e Liu Bei é retratada com maestria. Kwan Kun é mais conhecido como “Deus da Guerra”, provavelmente pela sua história militar, porém não faz referencia necessária àqueles que participam da guerra, mas a todos que têm senso de justiça e de fraternidade. No Taoísmo, Kwan Kun é reverenciado como “Santo Imperador Kwan”, que subjuga hostes de demônios. Em alguns quadros, é representado juntamente com Guan Ping, seu filho adotivo e com Chou Tsang, seu escudeiro que carrega o Kwan Dao.

Endereço

  Rua da Fé, 275 Jardim Cotia - Cotia SP
  (11) 9-8650-1079
  E-mail contato@maochuen.com.br

Sobre o Instituto

Instituto Mao Quan 2018 - Todos os direitos reservados